Tudo que você precisa saber sobre seu condomínio em um único lugar.

Sustentabilidade em Condomínios: como colocar em prática?

A sustentabilidade está cada vez mais presente em nosso dia a dia, isso porque com o avanço das mudanças climáticas é fundamental que todos estejam conscientes sobre a preservação dos recursos do nosso planeta, principalmente sobre as nossas responsabilidades.

Apesar de ser um assunto necessário, ainda existe um desencontro de informações sobre o tema. No condomínio, por exemplo, a sustentabilidade é uma pauta polêmica.

Por isso, neste artigo, nós vamos entender um pouco mais sobre esse conceito e benefícios.

Como tomar ações mais sustentáveis para um condomínio verde?

Principalmente, quando voltamos nossos olhos para a realidade: crise hídrica, possibilidade de racionamento de energia etc. incentivar a adoção de práticas sustentáveis é um jeito eficiente de contribuir para a redução de danos ao planeta. Além disso, fazer uma gestão mais sustentável também é uma forma de garantir o bem-estar de todos, valorizar o patrimônio, reduzir custos e muito mais.

Se você é síndico e deseja aprimorar essas táticas, alguns itens devem ser levados em consideração, isso porque o processo de implantação não é fácil. Estar preparado para encontrar moradores engajados e outros que não enxergam relevância nesse tema é fundamental para entender como o assunto deve ser abordado, pois é uma proposta de mudança de hábitos que depende da colaboração de todos para o sucesso do projeto.

Além disso, também é importante analisar quais medidas podem ser colocadas em prática. Para ajudar nesse processo, separamos algumas iniciativas sustentáveis em condomínio para você se inspirar. Confira.

3 iniciativas sustentáveis para condomínios

Quando falamos em sustentabilidade, existem diversas atitudes que podemos incluir em nosso dia a dia para contribuir com a saúde do planeta. No condomínio não é diferente. Mas, de forma especifica, existem 3 elementos relacionados ao funcionamento do empreendimento e dia a dia dos moradores que podem ajudar muito, eles são: Gestão de água e energia e seletividade de lixo. Uma gestão eficiente desses três pontos é capaz de contribuir com a preservação do nosso planeta, melhorar a qualidade de vida da comunidade, gerar economia e muito mais.

  1. Economia de água

Nós estamos enfrentando uma das piores secas dos últimos 91 anos, por isso, para evitar prejuízos financeiros e até ser refém de um racionamento mais agressivo, é preciso economizar água. 

No condomínio, existem diversas maneiras para utilizar esse recurso de forma consciente, o monitoramento do relógio d’agua realizado de forma frequente é uma delas. Com essa prática, é possível identificar e resolver problemas, como vazamentos, com antecedência e de forma rápida, que é essencial para evitar desperdício.

A reutilização de águas das chuvas também é uma medida eficiente. Com o volume de água captado, é possível fazer a limpeza das áreas comuns, encher as piscinas, regar as áreas verdes etc.

2. Economia de energia

Com a Bandeira Escassez Hídrica em vigor – que adiciona R$ 14,20 às faturas para cada 100 kW/h consumidos, é necessário encontrar formas para diminuir os custos no empreendimento.

Investir em painéis solares e fotovoltaicos é uma ótima solução para gerar energia limpa e minimizar os impactos na saúde do planeta. Entretanto, essa não é uma opção viável em alguns empreendimentos. Por isso, você pode começar fazendo mudanças na iluminação, como instalação de sensores, troca das lâmpadas fluorescentes por LED, que além do benefício na economia, existe um aspecto de extrema importância que deve ser observado, que é o descarte adequado desse material. Lâmpadas fluorescentes são extremamente poluentes, por isso, bastante cuidado ao manipulá-las.

3. Coleta Seletiva de lixo

Fazer a gestão dos resíduos corretamente é essencial para diminuir o impacto ambiental e transformar o condomínio. Por isso, para colocar a coleta seletiva em prática, o síndico tem duas opções:

1° opção: realizar a implementação do projeto com uma empresa ou ONG, e realizar a coleta com a prefeitura ou cooperativas.

2° opção: implementar o projeto de forma independente.

A 2° opção não é tão simples, pois depende da elaboração de um planejamento e de um local adequado para o armazenamento dos resíduos. Por isso, se você deseja mais informações sobre o tema e como implementar a coleta seletiva no seu condomínio, deixe seu comentário aqui embaixo.

Conclusão

Por fim, incentivar os moradores é um ponto de extrema importância. Sendo assim, realize eventos para mobilizar a comunidade e invista na comunicação.

Se precisar de ajuda, fique à vontade para entrar em contato conosco.

Para conferir a matéria completa sobre Crise Hídrica e Tarifação das Contas de Energia, acesse: https://www.linkedin.com/posts/anauate_anauate-admdecondominios-noticias-activity-6851587226585849856-NmJQ

Referência: https://aabic.org.br/condominios-podem-adotar-inciativas-sustentaveis-que-diminuem-impacto-ambiental/

Quer compartilhar esse artigo?

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no Linkdin
Compartilhar no Pinterest

Vamos conversar mais sobre isso?

Inscreva-se para receber conteúdo de qualidade

Confira alguns posts relacionados!

EFD-Reinf eSocial – 2024

Se você tem acompanhado as recentes notícias sobre as atualizações e alterações na gestão de obrigações junto ao fisco nacional, com certeza se

Leia mais »

AVISO

Informamos que, temporariamente, nosso serviço de e-mail apresenta instabilidade. Estamos trabalhando para resolver isso o mais rápido possível.